Filho de governador de RO é investigado pela Justiça

Ivo Júnior Cassol, filho do governador de Rondônia, Ivo Cassol, foi denunciado, na quarta-feira, pela Procuradoria da República do Espírito Santo, junto à 1ª Vara Federal Criminal de Vitória, pelos crimes de tráfico de influência e formação de quadrilha. Na mesma denúncia foram incluídos o capixaba Adriano Mariano Scopel, dono da Tag - Importação e Exportação de Veículos S.

Agência Estado |

A., o primo de Ivo Júnior, Alessandro Cassol Zabott, e os empregados da Tag Aguilar de Jesus Bourguignon e Ronaldo Benevidio dos Santos.

Ivo Junior e Zabott são acusados de intercederem junto ao governador Cassol para manter o benefício fiscal que beneficiava a Tag naquele Estado e que havia sido suspenso. Em troca, eles assistiram à corrida de Fórmula 1 em São Paulo, em outubro, com as despesas pagas por Scopel.

A Tag se notabilizou por importar veículos de alto luxo com preços subfaturados, motivo pelo qual seu principal proprietário continua preso em Vitória, desde que a Operação Titanic foi deflagrada pela Polícia Federal no último dia 7. Nos depoimentos na PF, Scopel confirmou os pagamentos feitos e o interesse na intermediação do filho do governador.

Foro especial

Em Porto Velho (RO), o diretor de Comunicação Social do governo, Marco Antônio Santi, explicou que o filho e o sobrinho do governador não foram oficialmente notificados da denúncia. O governador estava ontem no interior do Estado e, segundo Santi, não tinha sido informado do fato. Santi acredita na inocência do filho e do sobrinho, uma vez que não cometeram nenhum crime, nem causaram nenhum dano ao patrimônio público. O benefício fiscal da Tag, segundo ele, permanece e é igual ao que foi concedido a outras empresas.

Por ter direito a foro especial junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a situação do governador está sendo analisada pela Subprocuradora da República Débora Duprat, em Brasília.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG