Filha de dono de pousada Sankay está entre as vítimas

A mineira Yumi Faraci, uma das vítimas da tragédia em Angra dos Reis, teve um sonho interrompido de tornar-se cantora causado pelo deslizamento da encosta na pousada Sankay, de propriedade dos seus pais.

André Vieira, iG São Paulo |

No YouTube , Yumi, de 18 anos, mantinha uma página pessoal não só cantando músicas de bandas e artistas famosas - como Coldplay e Joss Stone - como também interpreta uma canção de sua autoria. A página do vídeo, publicado há 1 ano, já conta com mais de 40 comentários de amigos, colegas e outros usuários do YouTube que lamentam sua morte.

"Por que os bons vão logo? Por que os jovens vão também? Olha senhorita, você tinha e continua tendo esse talento tão grande em nossos corações... Deus sabe o que fez... e isso pode ser culpa do próprio homem, que aos poucos anda acabando com a natureza," lamentou o internauta que assina como Micktuti. Já Cristina Corradi, que mora na Itália, deixou uma mensagem para os pais da jovem. "Ciao Sonia e Geraldo, estou chocada (...), acabei de ver na TV aqui na Itália... sinto muito e não existem palavras de consolo para isso, saiba que estamos no coração dela junto com vocês," escreveu.

Na internet, Yumi fazia parte de várias redes sociais, como Orkut, MySpace, Facebook além de um blog sobre suas atividades acadêmicas.

Em depoimento num blog, ela contou que teve influência de seus avós que a ensinaram canções japonesas e que, ainda criança, começou a tocar violão. "Com o apoio da família, comecei a frequentar as aulas de música aos 13 anos e encontrei meu primeiro amor: a guitarra".

Yumi pensava em ter aulas de gaita e piano. "Acredito que a música está dentro de nós e contanto que você faça o melhor que pode tudo é possível! Basta colocar este desafio em mente e prosseguir."

A jovem se criou na Ilha Grande. Ela chegou muito pequena à praia do Bananal na companhia de seu pai Geraldo, ex-funcionário da Usiminas, e a mãe Sônia, que deixaram Belo Horizonte, em 1994, para abrir e administrar a pousada.

Yumi, que gostava de se aventurar pelas trilhas da Ilha Grande, voltou em março de 2009 para Belo Horizonte para cursar Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

    Leia tudo sobre: angra dos reisrio de janeirosankaitragédia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG