sufocada - Brasil - iG" /

Filha de Chico Mendes diz que Marina estava sufocada

A presidente do Instituto Chico Mendes, Elenira Mendes, filha do líder seringueiro assassinado em dezembro de 1988, lamentou nesta quinta-feira a saída de Marina Silva do Ministério do Meio Ambiente. Segundo Elenira, a ex-ministra, que iniciou sua dedicação à defesa do meio ambiente ao lado de Chico Mendes, no Acre, estava sufocada no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Agência Estado |


"Por algumas vezes ouvi ela falando que a pressão estava muito grande no Ministério. Ela ficou sufocada, acabou sendo pressionada por mecanismos maiores", observou a filha de Chico Mendes, que acompanhou na capital mineira a reunião do Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) que decidiu pelo tombamento da casa do líder seringueiro, no centro de Xapuri (AC).

Chico Mendes morou no imóvel os dois últimos anos de sua vida. Na construção de madeira, foi assassinado com um tiro de espingarda, após sucessivos atentados encomendados por fazendeiros locais.

Elenira lembrou que na época a casa chegou a servir de abrigo para Lula, quando o então sindicalista visitava Xapuri. Ela evitou criticar o presidente, mas disse que ele "poderia ter olhado mais" para as causas defendidas por Marina dentro do governo. "Tivemos uma perda muito grande. Acho que ela não tinha mais mecanismos para atuar como pensa e acredita."


Leia também:



Leia mais sobre: MincMinistério do Meio Ambiente

    Leia tudo sobre: carlos mincmarina silva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG