FHC, Serra e Alckmin vão ao enterro do pai de Kassab

O enterro de Pedro Salomão Kassab, pai do prefeito Gilberto Kassab (DEM), foi acompanhado hoje à tarde por cerca de 300 pessoas, entre elas o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o governador José Serra (PSDB)e os ex-governadores Geraldo Alckmin (PSDB) e Cláudio Lembo (DEM). Pedro Salomão, médico, morreu na madrugada de hoje, aos 79 anos, de parada cardíaca, e foi enterrado às 13h30 no Cemitério São Paulo, em Pinheiros, zona oeste da capital.

Agência Estado |

Serra esteve ao lado de Kassab durante toda a cerimônia. O governador conheceu Pedro antes mesmo de ter contato com Gilberto Kassab. "Era um homem extraordinário. Foi-se cedo", disse Serra, atribuindo o jeito tranquilo do prefeito à herança genética do pai.

O secretário estadual de Saúde, Luiz Barradas Barata, também lamentou a morte do colega de profissão. "Conheci Pedro quando eu era estudante de medicina e ele, presidente da Associação Médica Brasileira (AMB)", lembrou.

O ex-governador Alckmin declarou-se um grande admirador de Pedro Salomão e destacou a atuação profissional do médico. Para o tucano, o prefeito Kassab herdou do pai a tranquilidade e a boa educação. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso chegou ao cemitério na hora do sepultamento. Aproximou-se de Kassab e deu-lhe um forte aperto de mão. Após o enterro, o ex-presidente acompanhou o prefeito ao carro.

Colega de Pedro no Conselho Estadual de Educação de São Paulo (Ceesp), a professora Eunice Ribeiro Duran ficou emocionada ao lembrar do amigo. Apesar de ter deixado há pouco tempo a presidência do Conselho, o médico continuava participando das reuniões semanais do grupo. "Pedro era uma pessoa muito correta, dedicada e especial", disse Eunice.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG