FHC: é cedo para falar de criação de estatal do petróleo

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse hoje que é cedo para comentar sobre a possibilidade de criação de uma nova empresa estatal, pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para gerir os contratos de exploração de petróleo no pré-sal, na Bacia de Santos. Falar sobre isso agora seria botar o carro na frente dos bois, afirmou ele, depois de se reunir com o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, Geraldo Alckmin, no centro da capital paulista.

Agência Estado |

"Precisamos ver com mais vagar o significado de tudo isso. Ainda não tenho uma posição tomada."

Apesar da cautela para comentar o tema, FHC contou que prepara um artigo sobre o assunto, a ser publicado no jornal O Estado de S. Paulo no primeiro domingo do mês que vem (7 de setembro). Porém, ele não quis entrar em detalhes. "Não posso adiantar nada. Antes, preciso avaliar bem a questão", afirmou. O monopólio do petróleo no Brasil foi quebrado no governo de FHC.

O governo do presidente Lula estuda a criação de uma estatal para gerir todos os contratos de exploração de petróleo na camada pré-sal - abaixo do leito marinho. Assim, não haveria mais concessões de blocos nessas áreas à iniciativa privada ou à Petrobras.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG