Festival de Veneza começa amanhã com 2 filmes brasileiros na programação

Veneza (Itália), 1º set (EFE).- O 66º Festival Internacional de Cinema de Veneza começa amanhã, com dois filmes brasileiros na programação e a exibição de Baaría, do vencedor do Oscar Giuseppe Tornatore e primeira produção italiana a abrir o evento em 20 anos.

EFE |

Os dois filmes do Brasil selecionados para o festival são o curta "O Teu Sorriso", de Pedro Freire, e o longa "Insolação", de Felipe Hirsch e Daniela Thomas. Além de integraram a mostra Horizonte, não competitiva e que busca apresentar um panorama do cinema mundial, os dois filmes têm o ator Paulo José no elenco.

Sobre a produção escolhida para abrir o festival, que acontece de 2 a 12 de setembro, Tornatore, seu diretor, diz que ela revisita as melhores contribuições que a Itália já deu para o cinema.

O longa traz uma história que evoca "uma sonoridade antiga, uma fórmula mágica", destaca o cineasta, segundo quem o filme lembra um pouco alguns de seus maiores sucessos, como "Cinema Paradiso", vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro em 1989, e "Malena" (2000).

"Baaría", que vai concorrer ao Leão de Ouro, é a segunda participação de Tornatore no Festival de Veneza. Em 1995, com "O Homem das Estrelas", o diretor ganhou o Prêmio Especial do Júri.

Este ano, mais uma vez, a disputa promete ser difícil.

Entre os 23 longas que o júri liderado pelo diretor taiuanês Ang Lee terá que avaliar estão, por exemplo, o ácido documentário "Capitalism: A Love Story", do americano Michel Moore, e o realista "Soul Kitchen", do alemão Fatih Akin.

Na briga, estão ainda o francês "Persécution", de Patrice Chéreau e com Charlotte Gainsbourg ("Anticristo") como protagonista, e "Bad Lieutenant: Port of call New Orleans", que muitos consideram uma versão do alemão Werner Herzog para "Bad Lieutenant", do americano Abel Ferrara.

"Survival of the Dead", com o terror tão caro às produções de George Romero, e "Life During Wartime", apresentado como uma "continuação" ou uma "variação" do premiado "Felicidade", são outros fortes competidores.

Mas um nome que tem chamado bastante atenção entre os concorrentes ao principal prêmio do festival é o do estilista americano Tom Ford, que apresentará no Lido seu primeiro trabalho como diretor: "A Single Man", uma adaptação de um romance de Christopher Isherwood, com Julianne Moore e Colin Firth no elenco.

Já entre os títulos menos badalados, mas que pode surpreender, está "The Road". A produção, em que John Hillcoat adapta uma obra do sempre difícil Cormac McCarthy, conta uma história pós-apocalíptica protagonizada por Viggo Mortensen e Charlize Theron.

E como não poderia deixar de ser, a lista da mostra competitiva traz vários filmes italianos, como "Lo Spazio Bianco" (Francesca Comencini), "La doppia ora" (Giuseppe Capotondi) e "Il Grande Sogno", do também ator Michele Placido.

Outro ator-diretor, neste caso japonês, Shinya Tsukamoto vai apresentar "Tetsuo the Bullet Man". A Ásia também se faz presente com "Yi Ngoi" (Pou-Soi Cheang), e "Lei Wangzi" (Yonfan), ambos de Hong Kong, e "Ahasin Wetei", do cingalês Vimukhti Jayasundara.

Do Oriente Médio, foram selecionados "Al Mosafer", do egípcio Ahmed Maher (Egito), e "Levanon", do israelense Samuel Maoz.

Os concorrentes ao Leão de Ouro serão o veterano francês Jacques Rivette ("39 Vues du Pic Saint Loup"), sua compatriota Claire Denis ("White Material"), o belga Jaco van Dormael ("Mr. Nobody") e a austríaca Jessica Hausner ("Lourdes"). EFE agf/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG