Festival de rock é adiado após queda de palco

A queda da estrutura lateral do palco (onde ficam projetores e telões) obrigou a organização da 7ª edição do festival João Rock, de Ribeirão Preto, a adiar o evento, que reuniria nove atrações, no Parque Permanente de Exposições. Os portões seriam abertos ao público às 14 horas.

Agência Estado |

O incidente deixou sete feridos, sendo dois deles com fraturas. Dois dos feridos pertencem à banda do cantor Jorge Ben Jor.

A organização ainda não tem nova data para a realização do festival, o que deverá ocorrer durante a semana. A partir de segunda-feira, quem resolver desistir de ir ao festival na nova data terá o dinheiro restituído.

Segundo Luit Marques, um dos organizadores do João Rock (que teria os shows de Pitty, Charlie Brown Jr., Jorge Ben Jor, Natiruts, O Rappa, Marcelo Nova, Ventania, Forfun e Strike), o incidente ocorreu durante a passagem de som.

O adiamento do festival ocorreu porque teve feridos e seria necessária a realização de uma perícia sobre a queda da estrutura metálica. "Ninguém poderia entrar no palco até o final da perícia e isso poderia demorar até 19 horas, pelo menos", explicou Marques. O primeiro show começaria às 16 horas. "Não entregaríamos um festival pela metade do que vendemos e temos que encarar isso de frente", disse Marques.

A perícia também é importante para uma possível responsabilização da empresa que forneceu a estrutura metálica. Marques enfatizou ainda que as bandas ficaram solidárias devido ao incidente e tentarão compor, dentro de suas agendas, uma nova data para o festival.

A organização investiu cerca de R$ 1 milhão e Marques calcula que o adiamento do festival poderá gerar um custo de metade desse valor. Segundo ele, cerca de 20 mil ingressos tinham sido vendidos. Um público mínimo de 25 mil pessoas (incluindo convidados) era esperado hoje.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG