Festival de Hong Kong termina ao ritmo da bossa nova com Lisa Ono

Hong Kong, 8 mar (EFE).- O Festival das Artes de Hong Kong encerrou hoje sua 37ª edição nos compassos da bossa nova, ritmo que completa meio século este ano.

EFE |

Para comemorar a ocasião, os organizadores contaram com um dos maiores expoentes da bossa nova na Ásia, a artista nipo-brasileira Lisa Ono.

Ela cantou sucessos como "Garota de Ipanema" e "Água de beber".

Lisa Ono, que estreou em Hong Kong graças à sua participação no festival, afirmou à Agência Efe que estava "muito feliz em poder apresentar na Ásia uma música muito querida" para ela.

Apesar de a cantora ter trocado o Brasil pelo Japão quando era criança, procura voltar ao país todos os anos, onde costuma gravar seus trabalhos.

Lisa Ono aproveitou o festival para lançar seus dois novos trabalhos, "Cheek To Cheek, Jazz Standards From Rio" e "Look To The Rainbow, Jazz Standards From L.A.".

Ela contou ter procurado o "jazz americano tradicional" entre o repertório de Nat King Cole, Frank Sinatra e Ella Fitzgerald.

"O jazz foi influenciado pela bossa nova e a bossa nova, para mim, foi muito influenciada pelo jazz. Muitos músicos de jazz tocam músicas de Tom Jobim e Tom Jobim provavelmente também foi influenciado pela música americana através do cinema. Estas duas músicas são como se fossem parentes", afirmou.

"Cheek To Cheek", explicou a artista, foi co-produzido por ela mesma e pelo guitarrista brasileiro Mario Adnet, um colaborador habitual seu. EFE mch/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG