BUENOS AIRES ¿ O filme norte-americano The Hurt Locker, da cineasta Kathryn Bigelow, abre hoje o 23º Festival Internacional do Cinema de Mar del Plata, que vai até o próximo dia 16 nessa cidade argentina.

O homenageado desta edição será o cineasta argentino Leonardo Favio. Antes da abertura do festival, será projetado seu último filme, "Aniceto", uma refilmagem do clássico de 1965, que representará a Argentina nos Prêmio Goya, da Espanha.

"The Hurt Locker" é uma narrativa sobre a guerra do Iraque e uma das apostas políticas mais fortes do festival. Kathryn Bigelow assistirá sua projeção ao lado do roteirista Mark Boal.

O filme é baseado em fatos reais, presenciados por Boal, enquanto fazia cobertura jornalística do conflito, em 2004. Na época, ele acompanhou uma brigada de elite que tinha uma das missões mais perigosas do mundo: desativar bombas enquanto acontecem conflitos.

O tema da produção também marca um momento crucial, quando as tropas norte-americanas ultrapassam os cinco anos de ocupação do Iraque e no momento em que vence nos Estados Unidos o democrata Barack Obama, quem prometeu em campanha retirar seus soldados do Iraque.

Cerca de 400 produções de 46 países, entre longas, curtas e médias, que estarão nas sessões oficiais da competição e nos panoramas. Entre as novidades do festival estão as três novas categorias de premiação: uma internacional, uma latino-americana e outra argentina. Na competição latino-americana, por exemplo, estão na disputa dez filmes do Brasil, Colômbia, Costa Rica, México, Paraguai e Argentina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.