Festival de cinema de Berlim traz temática de crise em 2009

BERLIM ¿ Estreias mundiais com estrelas e dramas sobre o terrorismo e os corrosivos efeitos da crise financeira dominarão o programa do 59º Festival de Cinema de Berlim que começará na próxima semana, anunciaram os organizadores nesta terça-feira.

AFP |

A Berlinale será inaugurada no dia 5 de fevereiro com "The International", filme de espionagem sobre o lado escuro do mundo das finanças internacionais, cujo elenco conta com estrelas como Clive Owen e Naomi Watts.

O diretor do festival, Dieter Kosslick, disse que escolher a produção para abrir o festival foi "uma espécie de premonição". "Selecionamos o filme de abertura há vários meses, e o que na época era uma ficção se tornou praticamente um documentário" sobre a crise financeira, comentou, em uma entrevista coletiva.

"The International" é uma produção do diretor alemão Tom Tykwer, que ficou conhecido com "Corra, Lola, Corra", de 1998. Segundo Kosslick, Naomi Watts não estará presente em Berlim, já que acaba de dar à luz, mas outras estrelas, como Kate Winslet, Tomy Lee Jones, Steve Martin, Renee Zellweger, Michelle Pfeiffer, Demi Moore e Gael Garcia Bernal devem dar o devido brilho à festa.

A indústria do cinema considera a Berlinale como o segundo festival mais importante da Europa depois de Cannes, reputação conquistada por ser o mais político de todos.

O júri será presidido este ano pela atriz escocesa Tilda Swinton, ganhadora de um Oscar em 2008. Os outros jurados são a espanhola Isabel Coixet, o burquinense Gaston Kaboré, o sueco Henning Mankell, o alemão Christoph Schlingensief e os americanos Wayne Wang e Alice Waters. O grande vencedor do Urso de Ouro de Melhor Filme será escolhido no dia 14 de fevereiro entre as 18 produções indicadas.

O cineasta português Manoel de Oliveira vai ser agraciado, a 10 de Fevereiro, com a "Berlinale Kamera" do Festival Internacional de Cinema de Berlim, galardão que distingue personalidades ou instituições estreitamente ligadas ao certame.

A homenagem a Manoel de Oliveira será às 21h45, no Cinema Paris, na famosa avenida Kurfuerstendamm, em Berlim, antecedendo a exibição da sua última obra, "Singularidades de uma rapariga loura"em estréia mundial. A presença do realizador português na cerimónia já tinha sido confirmada anteriormente pela porta-voz do festival, Frauke Greiner.

Trata-se do único filme português selecionado este ano para a Berlinale, entre as 386 obras que passarão no festival entre 05 e 15 de fevereiro, em diversas seções.

Claude Chabrol, que há 50 anos ganhou o Urso de Ouro do festival de Berlim, será também distinguido com uma Berlinale Kamera, por ocasião da exibição de "Bellamy" também na seção Berlinale Special, a 08 de Fevereiro.

O mesmo prêmio será também entregue a 09 de Fevereiro a Guenter Rohrbach, um dos produtores de cinema e televisão mais famosos da Alemanha, por ocasião da exibição de "Effi Briest", um filme em sua homenagem, realizado por Hermine Huntgeburth.

Leia mais sobre: Festival de Berlim

    Leia tudo sobre: festival de berlim

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG