Ferroviários fazem greve no Rio de Janeiro; trens operam em esquema emergencial

RIO DE JANEIRO ¿ Os trens da região metropolitana do Rio de Janeiro estão operando em esquema especial nesta segunda-feira por causa da paralisação dos ferroviários, que começou à 0h. Os trens funcionam em padrão emergencial e a greve já afeta mais de 500 mil pessoas.

Redação |

Veja como ficou o intervalo entre as composições:

  • Ramal Santa Cruz: intervalos de 15 minutos
  • Ramal Japeri: intervalos de 15 minutos
  • Ramal Deodoro: intervalos de 20 minutos

Nos ramais de Belford Roxo e Saracuruna a circulação foi suspensa.

De acordo com a concessionária, 30% dos funcionários aderiram à greve e a concessionária está atendendo a pelo menos 80% da demanda nesta manhã, o que provoca o aumento do tempo de espera entre as composições.

Na nota que divulga o esquema emergencial de trens, a SuperVia lamentou profundamente o transtorno causado à população do Estado do Rio de Janeiro. A empresa diz estar buscando as medidas judiciais cabíveis para a imediata decretação da abusividade da paralisação e a normalidade da operação.

O aviso da greve foi comunicado à empresa na última quinta-feira pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona da Central do Brasil, de acordo com a Supervia.

Segundo a Supervia, os trabalhadores reivindicam reajuste de 80% do piso salarial de maquinistas, adicional de 5% para os maquinistas que fizerem a locução de avisos para a população, adicional de 10% para os maquinistas, redução da carga horária semanal de 40 horas para 36 horas para humanização do trabalho, entre outros pedidos.

(Com informações da Agência Estado)

Leia também:

Leia mais sobre: greve dos ferroviários

    Leia tudo sobre: ferroviáriosgreverio de janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG