intimidação ao PSDB - Brasil - iG" /

Fernandes: e-mail de Aparecido foi intimidação ao PSDB

O assessor legislativo do Senado André Eduardo Fernandes disse hoje à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Cartões Corporativos que não era comum a troca de e-mails entre ele e José Aparecido Nunes Pires, apontado como responsável pelo vazamento do dossiê com dados do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC). Fernandes fez questão de dizer que interpretou o e-mail de Aparecido com os dados de FHC como uma intimidação ao PSDB.

Agência Estado |

"É preciso lembrar o contexto daquele momento. Ainda estava sendo discutida a instalação da CPI. Ele não é ingênuo. Nem eu", disse Fernandes. A discussão sobre a instalação da CPI começou depois que a imprensa publicou dados sobre gastos pessoais de ministros do governo Lula com cartões corporativos.

"José Aparecido tentou me usar como peão duas vezes, me intimidar duas vezes. Está provado quem é essa pessoa", afirmou Fernandes aos parlamentares da CPI. Disse que foi intimidado em 2004, quando assessorava a CPI do Banestado e, depois, com o recebimento do e-mail de Aparecido com os dados sobre Fernando Henrique.

Conforme Fernandes, quando ocorria troca de e-mail entre os dois, não era com mensagens pessoais nem com discussão de assuntos políticos. "O José Aparecido está na lista de amigos a que não mando coisas relevantes", disse Fernandes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG