Feriado teve 63 mortes em rodovias federais pelo País

O número de acidentes e feridos diminuiu neste feriado nas rodovias federais em todo o País, em comparação ao feriado de Tiradentes, segundo balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Entre zero hora de quinta-feira e meia-noite de ontem, foram registrados 1.

Agência Estado |

486 acidentes, com 63 mortos e 966 feridos. Na comparação com a operação do ano passado, que também durou quatro dias, houve queda de 21% no número de mortes e de 1% no total de feridos.

Comparado com o feriado de Tiradentes, encerrado há 10 dias, o esquema montado pela PRF mostra resultados positivos. O cruzamento das informações revela que em comparação com aquela operação houve queda de 19% no índice de acidentes (1.835 contra 1.486), de 35% no de mortos (97 contra 63) e de 20% no total de feridos (1.212 contra 966). Um relatório concluído hoje pela Coordenação-Geral de Operações da PRF mostra que, neste feriado, o comportamento dos motoristas mais uma vez provocou a maior parte dos acidentes. Antes do desastre, geralmente os condutores cometeram uma série de falhas.

Nos quatro dias de operação, 53 mil condutores foram autuados por excesso de velocidade. Diversos radares estiveram ligados durante as 96 horas do final de semana prolongado. No total, 80.427 motoristas foram multados pela PRF (aumento de 424%) e 180 flagrados enquanto dirigiam sob influência de álcool em rodovias federais. Os Estados com mais acidentes foram Minas Gerais (223), Rio Grande do Sul (175), Santa Catarina (171), Rio de Janeiro (125) e São Paulo (121). O ranking de mortes é liderado por Santa Catarina (10), seguido por Rio de Janeiro (9), Minas Gerais (8), Bahia (6) e Pernambuco (5). Já o gráfico de feridos é encabeçado por Minas Gerais (141), seguido por Santa Catarina (129), São Paulo (59), Rio Grande do Sul (58) e Bahia (54).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG