Com traumatismo craniano e múltiplas fraturas, a menor Emanuele Vitória, de nove meses, sofreu uma parada cardíaca e faleceu na manhã deste domingo. Ela se tornou a quarta vítima do acidente provocado pelo feirante André Leandro da Silva, 39 anos, na noite de ontem, quando ele perdeu o controle de seu veículo, uma Parati, e invadiu a calçada da rua da Feira, no bairro de Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro, e atropelou sete pessoas que preparavam uma festa junina.

No local, faleceram Adalmir do Amaral, 34 anos, Luciene de Lima Wanderlei Cavalcanti, 24, e Pedro Pontes, 71.

A pequena Emanuele estava no colo de Luciene. Ela foi levada para o Hospital Albert Schweitzer. Como no plantão não havia neurocirurgião, ela foi transferida de madrugada para o Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, onde faleceu esta manhã.

No Albert Schweitzer, foram atendidos ainda Airton Ferreira Macedo, 46 anos, com fraturas na costela, cujo estado de saúde era estável, embora as lesões sejam consideradas graves. Pedro Henrique Barbosa Pontes, 16 anos, neto de Pedro Pontes, teve fratura de fêmur, lesão vascular, fratura de tíbia e de cotovelo e foi transferido para uma clinica particular. Rodrigo Pereira de Jesus, com ferimentos leves, recebeu alta na mesma noite.

O motorista André Leandro tentou fugir do local, mas acabou sendo preso por policiais militares que foram chamados pela população revoltada. Por conta da tentativa de fuga, foi registrada a prisão em flagrante do feirante pela delegada da 33ª Delegacia, Débora Rodrigues que o indiciou ainda por homicídio culposo (sem intenção). Na delegacia, André Leandro disse ter perdido o controle do carro ao ser fechado por outro veículo em plena curva. Na manhã deste domingo, após pagar uma fiança de R$ 900, o feirante foi colocado em liberdade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.