LOS ANGELES ¿ Hollywood prestará nesta sexta-feira a primeira homenagem oficial a Michael Jackson, colocando uma coroa de flores sobre sua estrela na Calçada da Fama.

AP
Homenagem a Michael Jackson na Calçada da Fama

Homenagem a Michael Jackson na Calçada da Fama

O "rei do pop" morreu na quinta-feira repentinamente e por causas ainda desconhecidas em um hospital de Los Angeles.

O grupo responsável pela administração da Calçada da Fama e do famoso letreiro de Hollywood colocou flores sobre a estrela dedicada ao músico.

Alguns dos fãs de Michael também foram nesta quinta-feira à estrela dedicada ao grupo Jackson Five, e outros chegaram a prestar homenagem erroneamente em uma outra estrela, dedicada a um locutor de rádio americano que tinha o mesmo nome do "rei do pop".

Celebridades lamentam

A notícia da morte de Michael tomou conta de todas as manchetes nos Estados Unidos , e gerou milhares de mensagens de condolências de anônimos e celebridades.

AP
Fãs prestam homenagem

Fãs prestam homenagem

A atriz Elizabeth Taylor, de 77 anos, disse que ficou "devastada" com a notícia, assim como a "rainha do pop" Madonna, que afirmou que "o mundo perdeu um grande artista".

Lisa Marie Presley, que foi casada com Michael entre 1994 e 1996, disse estar "muito triste e confusa". "É uma perda tão grande em tantos sentidos que estou sem palavras", indicou. "Meu coração está partido, por causa de sua família e de seus filhos, que sei que eram tudo para ele", concluiu.

Los Angeles, Times Square, Harlem

Do lado de fora do hospital onde morreu Michael Jackson, centenas de pessoas se aglomeraram. "Ainda não posso acreditar que perdemos o melhor artista que o mundo já viu", comentou, emocionada, Lana Brown, de 49 anos.

"A gente achava que o Michael ia viver para sempre, como Peter Pan", afirmou Yoshiko Plair, com um girassol na mão e usando a camiseta de "Thriller".

"Ele transformou a música. Ele é responsável pelo fato de ter tantas músicas de negros na MTV agora", considerou Plair, agente imobiliária de 49 anos. "Acho que vou chorar pelo resto de minha vida".

A estudante Ashley Leon, de 20 anos, também foi até o hospital assim que soube da notícia. "Eu cresci com a música dele".

Dan Alvillar, de 31 anos, dirigiu durante uma hora vindo de Orange County para prestar tributo a Jackson. "Fiquei devastado. Hoje provavelmente é um dos dias mais tristes da minha vida".

Reuters
Homenagem a Michael Jackson no Teatro Apollo

Homenagem a Michael Jackson no Teatro Apollo

Teatro Apollo

A dor da morte do ídolo percorreu os Estados Unidos de ponta a ponta, com os fãs prestando sua homenagem com uma explosão de música e dança. Diante do teatro Apollo, no Harlem, o rei do pop foi festejado como um mito que viverá para sempre.

"É o nosso Elvis", grita Shelley López em meio a uma homenagem espontânea na rua 125, diante do teatro que é um templo histórico da música negra, e onde milhares de pessoas se entregaram às lágrimas e à emoção.

"In Memoriam, Michael Jackson, uma verdadeira lenda do Apollo", indicava o letreiro luminoso do teatro onde se apresentara os "Jackson Five". O teatro estava fechado, mas o espetáculo se improvisou na rua. As pessoas, em sua maioria negros, se abraçavam e cantaram até tarde da noite.

Jacqueline Wade, moradora do Harlem, no entanto, não estava chorando e até sorria. Ela explicou por quê: "Sei que agora, em algum lugar, Jackson está entre John Lennon, Elvis Presley, James Dean e Marylin Monroe".

Times Square

AP
Homenagem na Times Square

Homenagem na Times Square

Horas antes, na Times Square repleta de turistas e curiosos, um dos muitos anúncios luminosos gigantes anunciava, inexorável: "Michael Jackson morre aos 50 anos".

Chantal de Roy van Zuydewijn lê a notícia sem conseguir acreditar. "É uma lenda, é um gênio", diz a turista holandesa de 28 anos, que tinha entrada para um dos shows de retorno que o artista ia dar em julho.

Amanda Solenne tem apenas 16 anos, mas a morte do artista também a abalou. "Não chorei, mas é algo muito deprimente", afirma.

Como os outros fãs do artista, turistas e curiosos, o produtor Jay Coleman, que representou o artista nos anos 80, ficou sabendo da notícia da morte através de um dos telões da Times Square.

"As expectativas dos fãs é que Michael Jackson voltaria a ser tão grande como no passado. E ele era um perfecionista, e se envolvia a fundo na preparação de um show; cada detalhe era muito importante para ele. Preparar-se para um show dessa envergadura é muito estressante", declarou à AFP

A devoção incondicional do público e a mania de perfeicionismo do artista talvez tenham custado a vida do ídolo, mas talvez seja isso que vai reafirmá-lo como um mito imortal ante a posteridade.

Na ocasião do aniversário de 50 anos de Jackson, em agosto do ano passado, o iG preparou um especial com biografia, fotos, músicas e curiosidades sobre o cantor. Clique na imagem abaixo para acessar:

Relembre as fases da carreira de Michael Jackson; veja o vídeo:


Leia também:


A carreira de Michael Jackson


Opinião


Leia mais sobre Michael Jackson

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.