Fãs poderão fazer perguntas aos Rolling Stones no Youtube

Redação central, 4 abr (EFE) - A banda de rock britânica Rolling Stones foi encarregada de inaugurar o espaço Living Legends, do YouTube, no qual os usuários do site poderão fazer suas perguntas aos lendários intérpretes de Stand me up. Por ocasião da estréia, esta semana, de Shine a Light, o documentário que Martin Scorsese fez sobre um de seus shows, Mick Jagger e Keith Richards gravaram um vídeo de um minuto no YouTube no qual se oferecem para responder às perguntas de seus fãs, especialmente, as mais picantes, segundo o vocalista da banda. É a vez de vocês, convida Jagger, enquanto o sempre excêntrico e menos protocolar Richards cumprimenta os internautas no banheiro e enquanto golpeia um piano. Enviem as perguntas.

EFE |

Nós, faremos o que pudermos", afirma.

As perguntas têm que ser feitas também na forma de videoclipe que, uma vez na rede, serão incluídos no canal especial que o YouTube disponibilizou: www.youtube.com/livinglegends.

Quase 400 usuários assinaram o serviço nas últimas horas. Algumas perguntas já foram enviadas, mas por enquanto estão bem longe de ser picantes.

Da África do Sul, a banda recebeu propostas para fazer show de um homem que filma seu depoimento enquanto anda pela sala de sua casa e dá seu número de telefone para que "avisem" quando passarem por lá.

Já um homem de 43 anos conta que costuma cantar as músicas do grupo nos caraoquês.

Ele pergunta o que os integrantes da banda pensam sobre a interpretação de suas canções neste tipo de locais e se os tributos disponibilizados na internet deveriam estar sujeitos a pagamento de direitos autorais, quando "na verdade não deveriam ser ilegais, e sim uma celebração de sua música", defende.

Já um fã que não entendeu bem a proposta do Youtube questiona, irritado e por escrito nos comentários do vídeo de apresentação: "Quando vocês vão fazer um disco que não seja exatamente igual aos 15 mil que já fizeram e os quais comprei?".

Não é a primeira vez que o YouTube se transforma em um fórum de debate.

O precedente mais claro do "Living Legends" aconteceu em novembro, quando cinco mil vídeos com perguntas para os pré-candidatos republicanos à Casa Branca foram recebidos antes do debate da Flórida. A "CNN", que retransmitiu o ato, selecionou 40.

EFE msc/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG