Famosa por gesto em 89, índia Tuíra vai a Brasília protestar contra Belo Monte

A índia Tuíra, que ficou conhecida em 1989 por encostar um facão no rosto do então diretor da Eletronorte, José Antonio Muniz Lopes, está a caminho de Brasília.

Mariana Castro, enviada especial a Altamira |

Ela vai participar de audiência pública que acontece nesta terça-feira sobre a construção da hidrelétrica de Belo Monte. Assim como no Encontro dos Povos Indígenas do Xingu, realizado em Altamira em 89, ela está carregando um facão. O gesto foi amplamente divulgado.

Audiência em Brasília

Dois ônibus saíram de Altamira, oeste do Pará, na manhã de sábado com 30 índios, entre eles 4 caciques, e agora, em Redenção, um grupo de 8 índios kaiapó passaram a integrar a caravana. Eles estão indo protestar contra a construção da usina de Belo Monte.

A viagem é organizada pelo Movimento Xingu Vivo para Sempre. Um dos ônibus tem representantes de ONGs e fundações e o outro leva lideranças indígenas a Brasília. Todos vão acompanhar audiência pública que discute a polêmica construção da hidrelétrica de Belo Monte, principal obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo Lula.

Leia mais sobre Belo Monte

    Leia tudo sobre: protestousinaíndioíndios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG