Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) invadiram, no final da noite desta terça-feira, alguns imóveis na capital paulista.

Alguns prédios, semi-acabados e pertencentes à Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), do governo do Estado, na Mooca, zona leste, foram ocupados por 200 pessoas.

Os invasores alegam que os prédios, com 238 apartamentos, deveriam ter sido entregues em novembro de 2006, mas a empreiteira faliu e a Secretaria Estadual de Habitação não deu prosseguimento as obras. Outro terreno, que fica ao lado da linha férrea do Metrô, no Belenzinho, foi invadido por mais 200 pessoas.

Na região central, outras 150 pessoas ocupam prédios que estão na fase de construção de lajes na região da Sé. As famílias de sem-teto afirmam que a obra está parada há 4 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.