Familiares chegam a Santa Catarina para reconhecer vítimas de acidente

SANTA CATARINA - Familiares das vítimas do acidente que deixou sete mortos no domingo chegaram nesta segunda-feira a Santa Catarina para reconhecer os corpos. Até o momento, quatro foram reconhecidos, segundo o Diário Catarinense. Sete turistas argentinos morreram e outros 28 ficaram feridos depois que o ônibus onde estavam caiu em uma ribanceira de 60 metros, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Redação com Agência EFE |

O acidente ocorreu por volta de 20h deste domingo no quilômetro 65 da BR-282, em Rancho Queimado. Cerca de 35 turistas argentinos viajavam no ônibus, a maioria idosos que iam para Misiones após deixarem Balneário Camboriú, no litoral catarinense.

O motorista do ônibus perdeu o controle do veículo por razões desconhecidas em uma curva, e o veículo caiu cerca de 60 metros em um barranco.

AE
Ônibus que seguia para a Argentina caiu na ribanceira


A pouca luminosidade e as condições do lugar do acidente, assim como o temor de que o veículo pudesse continuar caindo, dificultaram os trabalhos de resgate dos sobreviventes do acidente e dos corpos das vítimas.

O resgate durou cinco horas devido às dificuldades de acesso e aos cuidados que tiveram que ser tomados para retirar os turistas do veículo.

No total, 15 pessoas ficaram gravemente feridas, e foram levadas a hospitais de Florianópolis.

O superintendente da PRF em Santa Catarina, Luiz Ademar Paes, afirmou que os investigadores trabalham com duas hipóteses como causas do acidente: que o veículo estivesse em alta velocidade, ou que o motorista tenha dormido ao volante.

Leia mais sobre acidente de ônibus

    Leia tudo sobre: acidente de ônibus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG