SÃO PAULO - Uma pessoa da família Maksoud reconheceu os quadros encontrados na noite desta terça-feira como sendo os quatro quadros http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/05/11/ladroes+levam+quadros+avaliados+em+r+35+mi+em+sp+6053932.htmlroubados no último domingo, do interior de uma mansão na região dos Jardins, zona sul de São Paulo, segundo o delegado Dejar Gomes Neto.

O imóvel é pertencente a Ilde Maksoud, de 80 anos, ex-mulher do empresário Henry Maksoud, dono do hotel Maksoud Plaza. 

'Figura em azul', de Tarsila do Amaral, 'O Cangaceiro' e 'Retrato de Maria', de Cândido Portinari, e 'Crucificação de Jesus', do pintor Orlando Teruz, foram abandonados próximo à sede da "TV Record", na região da Barra Funda, zona oeste da capital paulista. Agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE) foram acionados e encaminharam as pinturas para a 1ª Delegacia Seccional, no Centro da cidade.

O delegado Gomes Neto disse que as obras não foram danificadas e foram encontradas preservadas em um papel de embrulho. Ele afirmou ainda que a hipótese mais provável é de que os suspeitos se sentiram pressionados e resolveram abandonar os quadros.

AE
Policial carrega a obra recuperada 'O Cangaceiro', de Cândido Portinari

O roubo aconteceu no último domingo quando um grupo de ladrões conseguiu entrar na casa após enganar o vigia. Um homem tocou a campainha da casa e disse que levava um vaso de flores para Ilde, de presente do Dia das Mães.

Retrato falado

A Polícia Civil de São Paulo divulgou nesta terça os retratos falados de três suspeitos de terem roubado os quadros da casa de Ilde Maksoud.

De acordo com informações divulgadas junto com o retrato falado, o

Divulgação
Suspeito 1
primeiro suspeito tem idade aparente de 45 anos; 1,80m aproximadamente; cabelo castanho escuro; olhos castanhos; compleição física mediana e cor branca.

O segundo suspeito tem idade aparente de 23 anos; altura aproximada de 1,75m; cabelo castanho tingido; olhos castanhos claro; compleição física mediana e cor branca.

O terceiro suspeito tem idade aparente de 27 anos; altura aproximada de 1,75m; cabelo castanho escuro; olhos castanhos; compleição física mediana e cor parda.

O delegado Dejar Gomes Neto, da 1ª seccional, disse, também, que as investigações estão seguindo em três direções, segundo as denúncias recebidas em três regiões (Osasco, Guarulhos e uma terceira que não foi revelada).

Divulgação
Suspeito 2
Quem tiver informações pode ligar nos telefones 181 ou (11) 3331-2200 e, segundo o delegado, terá sua identidade mantida em segredo.

A polícia informou que o vigia da casa, que disse trabalhar no local há

um ano e meio, afirmou que, por volta de 9h20, um homem em uma Fiorino branca parou em frente ao portão e mostrou um arranjo de flores, dizendo que queria entregá-lo à proprietária da casa. Com isso, ele rendeu o vigilante e abriu o portão para que os demais assaltantes entrassem.

Uma comerciante de 54 anos contou à polícia que foi ao local para visitar a sogra e observou que o cachorro da casa, um pastor alemão, estava solto. Um homem desconhecido afirmou que ela poderia entrar.

Divulgação
Suspeito 3

No interior da casa, a mulher encontrou cerca de 20 homens. Eles a levaram param o quarto de empregada, onde mais quatro funcionários e a dona da casa, uma senhora de 80 anos, eram mantidos reféns. Eles ficaram por cerca de uma hora presos.

O vigia disse à polícia que três dos assaltantes usavam roupas com escritas da Polícia Federal.

Os bandidos reviraram toda a casa e levaram também um relógio Cartier e um celular, além de quantia em dinheiro. Eles quebraram a base de uma escultura do artista Victor Brecheret (1894-1955) , mas não conseguiram levá-la.

No roubo, os ladrões cortaram as pinturas de seus chassis deixando nas paredes da casa apenas as molduras vazias. Fizeram isso, provavelmente, para poder enrolar as telas e transportá-las. "É motivo de muita tristeza saber dessa agressão a obras que são patrimônios brasileiros", diz João Candido Portinari, filho do pintor.

Leia mais sobre: roubos de telas

Leia mais sobre: quadros

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.