Trinta e duas pessoas ficaram ilhadas pela correnteza de um rio que transbordou e tiveram de ser resgatadas por bombeiros e policiais militares na madrugada desta segunda-feira, 28, na Rua Jamil João Zarif, nas imediações do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Seis pessoas de uma mesma família, entre elas uma criança de 5 anos, ficaram presas dentro de um Fiat Uno ao tentarem atravessar a via e foram retiradas do veículo por PMs. As demais pessoas foram resgatadas de bote pelos bombeiros.

"Isso nunca tinha acontecido comigo, mas quem mora em São Paulo ou em Guarulhos está acostumado a ver esse tipo de coisa", disse o pastor Marcos Roberto Mateus, de 28 anos. Ele estava no Uno acompanhado pela mulher, de 24, o sogro, de 48, a sogra, de 47, e dois primos, uma mulher de 19 e um menino de 5.

A família voltava de uma celebração na Igreja da Graça, da qual Mateus é pastor, quando o carro parou na rua invadida pelas águas do Rio Baquirivu-Guaçu. "Estávamos a cerca de um quilômetro de casa", contou ele. No carro, estava ainda o cachorro da família, chamado Tibet, de 5 anos, da raça lhasa. O animal também foi resgatado pelos policiais.

Uma equipe do 25º Batalhão da PM foi avisada da ocorrência pelo Centro de Operações da corporação, pouco antes da meia-noite. Devido à quantidade de água, os policiais tiveram de estacionar a viatura distante do local onde estava a família. Eles entraram na correnteza sem nenhum tipo de equipamento de segurança.

Conforme o tenente Cristiano Nunes Laureano, seis policiais participaram do resgate. "Chegamos até o carro e tiramos primeiro a criança, pela janela. Depois, com muito custo, conseguimos abrir a porta e tiramos os adultos: primeiro as mulheres e depois os homens", relatou o tenente. A PM agora aguarda que a correnteza na via baixe para que o veículo seja retirado do local. "Vamos precisar de um guincho de porte maior", avaliou o policial.

Ainda durante a madrugada, equipes do Corpo de Bombeiros usaram botes para resgatar 26 pessoas ilhadas na Rua Jamil João Zarif, no Jardim dos Eucaliptos, junto à cancela do Aeroporto de Cumbica.

Leia mais sobre: chuvas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.