Família feita refém em Piracicaba-SP é libertada após 7 h

Os suspeitos Marcio Marcelino dos Santos e André de Almeida Correia libertaram a família que estava sendo mantida refém por cerca de sete horas em Piracicaba, a 162 quilômetros de São Paulo, após negociações feitas pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar (PM) e pela Polícia Civil. Os dois foram presos por roubo com agravantes por restrição de liberdade, tentativa de subtração de valores, emprego de arma e ação conjunta de agentes.

Agência Estado |

Ninguém saiu ferido.
Os suspeitos invadiram a casa do gerente comercial Rodrigo Munhoz Iglesias e Karina Aparecida Vitor Iglesias por volta das 7 horas, quando o proprietário saía para o trabalho. A PM informou que o objetivo dos dois era assaltar a residência. Ao perceber a movimentação, um dos vizinhos chamou a PM, que cercou o local.

Marcio Marcelino, de 23 anos, e André Correia, de 29, mantiveram o casal e um bebê de oito meses reféns na sala da casa. Ao menos 80 homens entre policiais e outros tipos de assistência trabalharam na operação. "Foi uma negociação delicada", afirmou o titular do 6º Distrito Policial, Emerson Marinaldo Gardenal. "Eles pediram um carro ou moto para fugir e não serem presos. Nós demos apenas a garantia de que eles teriam sua integridade física preservada, mas não aceitamos nenhuma exigência." Os suspeitos estão presos no Centro de Detenção Provisória de Piracicaba.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG