Família é executada na zona norte do Rio

Três pessoas de uma mesma família foram enterradas ontem no Cemitério de Irajá, zona norte do Rio. O comerciante Fagner Thiago Francisco, de 34 anos, a mulher, Lídia Lopes da Fonte, de 33, e a filha Tainá Fernandes, de apenas 3 anos, foram baleados na segunda-feira por dois homens na loja de consertos de celulares em que o casal trabalhava, em Anchieta.

Agência Estado |

A criança foi atingida na cabeça e nas costas pelos disparos de pistola 9 mm que atravessaram o corpo da mãe, que se jogou sobre a filha para protegê-la dos tiros. Os pais morreram na hora. A menina chegou a ser operada, mas não resistiu aos ferimentos e morreu anteontem.

A dinâmica do assassinato, que durou menos de um minuto, levou a polícia a tratar o caso como em uma execução, pois nada foi roubado e os assassinos colocaram toucas ninjas antes de entrar na loja, por volta das 17 horas. A linha de investigação mais forte é que o crime foi um acerto de contas. No entanto, a motivação ainda é mantida em sigilo pelos policiais. Investigadores da 39ª Delegacia de Polícia da Pavuna (zona norte) informaram que as investigações estão avançadas. Eles ouviram ontem pessoas ligadas ao casal e acreditam que os autores podem ser identificados nos próximos dias. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG