Família de David Carradine pede investigação do FBI

LOS ANGELES ¿ A família do ator americano David Carradine, que foi encontrado morto em um hotel de Bangcoc nu e com cordas atadas ao pescoço e à genitália, pediu ao FBI que investigue sua morte.

AFP |

Mark Geragos, advogado do irmão de Carradine, Keith, disse na sexta-feira à rede de televisão CNN que a família se reuniu com funcionários do FBI para pedir ajuda nas investigações. "Estão investigando através do FBI e tentando chegar ao fundo disso", indicou Geragos.

A polícia tailandesa suspeita que Carradine, que tinha 72 anos, morreu em consequência de uma atividade sexual autoerótica que deu errado. Seu corpo nu foi encontrado junto ao armário do quarto do hotel, com cordas atadas em volta do pescoço e do pênis.

Geragos afirmou que a família do ator nega que ele tenha se suicidado, como informaram as primeiras notícias sobre o caso. "A família e Keith não acreditam nem por um segundo que se trata de suicídio", destacou.

Especialistas em Bangococ indicaram que a polícia pode precisar de até quatro semanas para determinar como o ator, estrela nos anos 70 com "Kung Fu", faleceu, enquanto esperam pelo resultado de exames forenses.

"Serão necessárias três semanas para examinar os testes de toxicologia, e depois todas as pessoas envolvidas se reunirão para determinar a causa da morte. Levará quatro semanas", afirmou o comandante da polícia, Somprasong Yenthaum.

Carradine estava na capital tailandesa para rodar o filme "Stretch". Um primeiro relatório da autópsia revelou que Carradine morreu em consequência de uma repentina falta de oxigênio, e que seu corpo não apresentava sinais de luta.

O corpo do ator foi repatriado no voo 890 da companhia americana United Airlines, que partiu do aeroporto Suvarnabhumi de Bangcoc às 06H48 (23H48 GMT de sexta-feira) com destino a Los Angeles e Nova York via Tóquio, segundo as autoridades locais.

    Leia tudo sobre: david carradine

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG