Família de aluno agride 2 professores em escola de SP

Dois professores da Escola Estadual Valois Scortecci, do município paulista de Barretos, na região de Ribeirão Preto, foram agredidos por parentes de um estudante de 13 anos na quarta-feira. Os familiares do adolescente invadiram a escola e agrediram os professores com paus e canos de ferro.

Agência Estado |

Em reunião realizada ontem, o Conselho da Escola já decidiu que o jovem deverá ter transferência compulsória para outra instituição.

O menino, que cursa a 8ª série do Ensino Fundamental, havia desafiado o professor Adriano Cândido Pereira após um ato de indisciplina em sala de aula. Segundo a diretora, Leda Pedro Farra, o "problemático" aluno, que estudava havia quatro anos na escola, jogou uma carteira sobre Pereira, que havia ordenado a sua saída da sala.

Na investida, o professor pegou o garoto pelo braço e o menino começou a chorar, alegando que seu braço tinha quebrado. Um funcionário foi chamar a mãe dele, mas o aluno se antecipou e contou sua versão no caso. A mãe e irmãos do adolescente chegaram com paus e canos nas mãos. "A mãe dele estava totalmente descontrolada e disse que ira matar o professor", afirmou Leda.

Pereira se refugiu na biblioteca e pouco depois um irmão do aluno, de 27 anos, entrou na escola e o agrediu fisicamente, além de atirar um furador de papel na cabeça da professora Eloísa Regina Alves, que desmaiou. Ela foi socorrida por uma ambulância até o hospital. A Polícia Militar (PM) registrou boletim de ocorrência do caso. Segundo o coordenador do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), André Luís Marqui, o órgão prestará toda a assistência jurídica aos professores agredidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG