Faltam quatro assinaturas para CPI dos Transportes, diz tucano

Partido precisa de 27 assinaturas para pedir a criação de uma comissão parlamentar para investigar corrupção no setor

Valor Online |

AE
Dias afirma que Ministério Público não teve tempo de instaurar processos e que agora cabe ao Congresso dar celeridade ao caso
O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), afirmou hoje que faltam apenas quatro assinaturas para a criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar as denúncias de corrupção no Ministério dos Transportes. São necessárias 27 assinaturas.

"No início de agosto temos que trabalhar para instalar esta CPI. O que há é uma afronta ao País, o desvio de bilhões de reais. As providências adotadas até agora pelo governo não são suficientes. O Ministério Público não teve tempo para instaurar os procedimentos para a investigação. Cabe ao Congresso Nacional agir com celeridade para dar essa resposta imediata ao País", afirmou Dias.

Para o líder do PSDB, fatos novos devem surgir e podem levar outros parlamentares a assinarem o documento que pede a criação da CPI. "São informações em quantidade que jamais se viu, pelo menos ao que se diz respeito a uma esfera do governo. O governo foi loteado e os partidos são proprietários de lotes do governo. Este ( Ministério dos Transportes ) é um lote onde se deu corrupção de forma inquestionável", afirmou.

As denúncias na pasta provocaram a demissão de Alfredo Nascimento do cargo de ministro, além do afastamento de quatro integrantes da cúpula dos Transportes .

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG