Emissão de bilhetes foi feita manualmente durante período da manhã até 11h20 - em todo o País. Filas diminuem, mas companhia ainda é campeã em atrasos

Emissão de bilhetes foi feita manualmente nos guichês de atendimento da companhia
AE
Emissão de bilhetes foi feita manualmente nos guichês de atendimento da companhia
Uma queda no sistema de check-in da TAM causou filas e transtornos aos passageiros nos principais aeroportos do País. Com a falha no sistema, desde o início da manhã até 11h20, a emissão dos bilhetes foi realizada manualmente, com papel e caneta. De acordo a Infraero, as filas já são menores. Mas, entre as companhias aéreas, nos voos domésticos, a TAM apresenta o maior índice de atrasos.

Confira a situação do seu voo

Entre as 437 partidas programadas, até 14h, a TAM registrou atrasos em 133 (30.4%) partidas, 21 (4.8%) foram canceladas e outras 27 (6.2%) sofrem atrasos no momento. Comparando com outra empresa aérea de tamanho semelhante, entre 472 voos domésticos, a GOL registou atrasos em cinco voos (1.1%) e um (0.2%) segue atrasado no momento. 

Segundo a Infraero, nos aeroportos de Congonhas e Cumbica, ambos em São Paulo, a situação está sendo normalizada. Não houve confusão e a atuação dos funcionários da empresa, que realizaram triagem entre os passageiros, auxiliou para que mais voos não fossem atrasados.

Penalidades: Anac quer esclarecimentos da TAM sobre falha em sistema de check-in

A queda do sistema também foi confimada nos aeroportos o Rio de Janeiro. Houve maior lentidão no atendimento no terminal do Santos Dumont também com registro de filas. Já o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão) não apresenta atrasos no atendimento e a emissão de bilhetes, mesmo com a queda do sistema, seguiu normalmente.

Filas no saguão do terminal de Congonhas, em São Paulo, nesta manhã
Renato Silva Cerqueira / Futura Press / AE
Filas no saguão do terminal de Congonhas, em São Paulo, nesta manhã

Em nota, a TAM informou que ocorreu um problema "no link de conexão da SITA com o sistema de check-in da companhia" e que "o preenchimento manual está causando filas nas posições de atendimento em parte dos aeroportos".

Segundo a companhia, o serviço de check-in online continua funcionando normalmente, por isso a TAM orienta os passageiros a realizarem o procedimento pelo site da empresa. A companhia disse ainda que presta toda a assistência aos clientes e "lamenta os inconvenientes causados pela situação".

Atrasos no País

De acordo com o balanço da Infraero divulgado às 15h, dos 1.654 voos domésticos programados nos aeroportos brasileiros desde a meia-noite, 69 (4,2%) foram cancelados e 179 (10,8%) atrasaram. Entre os 114 partidas internacionais programadas, 11 (9,6%) foram canceladas e 16 (14%) atrasaram.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.