O cineasta Fábio Barreto, de 52 anos, teve alta hospitalar na tarde desta segunda-feira, segundo boletim médico do Hospital Copa DOr, localizado em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. Ele estava internado na unidade desde o dia 20 de dezembro do ano passado após um acidente de carro em Botafogo, também na zona sul.

De acordo com o boletim, o cineasta irá prosseguir sua recuperação ao lado da família, em casa, em regime de home care. O hospital informou que o paciente continuará sendo acompanhado por uma equipe médica enquanto for necessário.

Barreto ainda apresenta um quadro neurológico de inconsciência (abre os olhos), sem interação com o meio exterior. Além disso, porta gastrostomia para alimentação e traqueostomia para segurança respiratória.

AE

Glória Pires e Fábio Barreto durante lançamento de "Lula, o filho do Brasil"

Acidente

Fábio Barreto sofreu um acidente de carro na noite do dia 19 de dezembro, em Botafogo, na zona sul do Rio. O cineasta voltava do Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim (Galeão), na Ilha do Governador. Ele havia tentado embarcar para o Piauí, onde iria encontrar sua mulher, que participava de um festival de cinema, mas não conseguiu.

Segundo testemunhas, um carro teria fechado o veículo da vítima na entrada do Túnel Velho. Fábio Barreto tentou desviar, mas acabou batendo em uma mureta, voou para outra pista e capotou.

Filho de Luís Carlos Barreto e irmão de Bruno Barreto, também cineastas, Fábio iniciou sua carreira em 1977 e, desde então, já dirigiu 13 filmes. Seu trabalho mais recente é o longa "Lula - O Filho do Brasil", baseado no livro de Denise Paraná, que estreou no dia 1º de janeiro.

A produção causou críticas da oposição, que acusou a produção de ser uma peça de campanha para as eleições presidenciais deste ano. Entre outros filmes dirigidos por Barreto está O Quatrilho, indicado para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1995.

Leia mais sobre: Fábio Barreto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.