Tamanho do texto

O neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho disse, nesta terça-feira, que o cineasta Fábio Barreto passou a noite bem, sem intercorrência e com a pressão intracraniana controlada. Segundo o médico, a previsão é de que nos próximos dias o quadro permaneça igual, sem alterações para melhor nem para pior.

Fábio Barreto, de 52 anos, sofreu traumatismo craniano em um acidente de carro na noite de sábado em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro, e está internado em coma induzido, em estado grave, porém, estável, no Hospital Copa D'Or, em Copacabana. Ele é o diretor do filme "Lula, o Filho do Brasil", com estreia marcada para o dia 1º de janeiro.

Na segunda-feira, Barreto passou por uma traqueostomia. O procedimento consiste na realização de um pequeno corte na traquéia para posicionamento de tubo ventilatório. Antes, também na segunda-feira, ele havia sido submetido a um procedimento para colocação de um cateter dentro do ventrículo cerebral, visando melhor controle da pressão intracraniana e continua redução do edema cerebral.

O acidente

O acidente ocorreu por volta das 22h de sábado, em Botafogo, zona sul da cidade. Segundo uma testemunha, o bombeiro Wagner Generoso, 26 anos, um carro fechou o veículo do cineasta, que tentou desviar mas bateu numa mureta, voou para outra pista e capotou.

Atendido no Hospital Miguel Couto, no Leblon, Barreto foi operado ainda na noite de sábado. A primeira cirurgia durou três horas e meia. Segundo Niemeyer Filho, o cineasta sofreu um hematoma subdural agudo e uma contusão no lobo temporal dos dois lados. "A calota craniana do lado esquerdo foi retirada e colocada na costela do paciente. Ela ficará armazenada ali até ser colocada novamente em seu lugar", explicou.

Filho de Luís Carlos Barreto e irmão de Bruno Barreto, também cineastas, Fábio iniciou sua carreira em 1977 e, desde então, já dirigiu 13 filmes. Seu trabalho mais recente é o longa "Lula - O Filho do Brasil", baseado no livro de Denise Paraná, que estreia em 1o de janeiro em todo o País.

A produção causou críticas da oposição, que acusa a produção de ser uma peça de campanha para as eleições do ano que vem. Entre outros filmes dirigidos por Barreto está "O Quatrilho", indicado para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1995.

(*com informações da Agência Estado)

Trechos de filmes de Fábio Barreto

Leia também:


Leia mais sobre Fábio Barreto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.