FAB confirma buscas noturnas por avião da Air France

Fernando Exman BRASÍLIA (Reuters) - A Força Aérea Brasileira (FAB) seguirá durante a noite desta segunda-feira com os trabalhos de buscas pelo avião da Air France que desapareceu após decolar do Rio de Janeiro, na noite de domingo, com destino a Paris com 228 pessoas a bordo.

Reuters |

No total, seis aeronaves, dois helicópteros e três embarcações da Marinha foram destacados para as buscas. Durante a noite, serão duas aeronaves da FAB que, além de recursos visuais, farão as buscas com recursos eletrônicos e de radar.

"Vamos ficar a madrugada inteira fazendo buscas e continuar amanhã de manhã", disse o coronel Jorge Amaral, vice-chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica.

"Temos que trabalhar com a possibilidade de sobreviventes sempre. Por isso, estamos colocando mais meios (de busca). Enquanto não tivermos a confirmação, vamos continuar buscando, com a esperança de encontrar sobreviventes", acrescentou.

A FAB informou, em nota divulgada mais cedo, que "as buscas têm como ponto central o momento em que o voo AF 447 enviou uma mensagem automática sobre problemas técnicos". A região em que estão sendo realizados os trabalhos de busca é de 120 quilômetros quadrados, segundo a Força Aérea.

O último contato do avião por rádio com as autoridades brasileiras aconteceu às 22h33, a 565 quilômetros de Natal.

RECURSOS VISUAIS E ELETRÔNICOS

Para as operações durante a noite, a FAB destacou um avião Hércules com integrantes do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento, que usará recursos visuais e eletrônicos, além de um avião R-99, que fará buscas por radar.

Um avião Bandeirante foi designado para fazer as buscas pela mesma rota da aeronave durante o dia, e outras três aeronaves da FAB --um Hércules, um Bandeirante e um Amazonas-- também foram destacadas para a missão de busca, que conta com o envolvimento de cerca de 100 pessoas.

Além das aeronaves, três embarcações da Marinha estão a caminho para ajudar na operação.

O navio patrulha Grajaú saiu de Natal às 9h com 30 tripulantes e deve levar 25 horas para chegar na região das buscas. Com 50 militares, a corveta Caboclo partiu pela manhã de Maceió. Já a fragata Constituição, que deve levar 44 horas para chegar ao local das buscas, saiu de Salvador com 200 marinheiros e um helicóptero a bordo.

Em nota, a Marinha informou também que coordenará as ações de buscas junto a navios mercantes que estiverem passando pela região onde acredita-se que a aeronave possa estar.

De acordo com a Air France, o voo que decolou do Rio de Janeiro no domingo tinha previsão de chegar à capital francesa às 6h15 desta segunda-feira.

(Reportagem de Fernando Exman e Pedro Fonseca; Edição de Eduardo Simões e Maria Pia Palermo)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG