Ex-vice-presidente do Senado ameaça processar Agaciel Maia

BRASÍLIA - O senador Tião Viana (PT-AC), ex-vice presidente do Senado, disse nesta terça-feira que pode processar o ex-diretor-geral da Casa, Agaciel Maia. Maia declarou, em entrevista ao jornal ¿O Globo¿, que todos os senadores que participaram da Mesa Diretora do Senado sabiam dos atos secretos da administração do Senado.

Carol Pires, repórter em Brasília |

    Segundo Viana, a acusação é grave e se Agaciel insistir nesta afirmação, será processado. Agaciel Maia não tem direito de apontar o dedo para todos e fazer ilações. Nunca assinei nenhum ato secreto, nem como vice-presidente, nem como presidente interino do Senado. E nunca soube da existência de tais atos. Estou plenamente disposto a levá-lo aos tribunais, disse o senador em plenário.

    Tião Viana concorreu à presidência do Senado, mas pedeu a disputa para José Sarney no início deste ano. Durante a campanha, Viana anunciou que, se fosse eleito, como primeiro ato faria a demissão de Agaciel Maia. 

    Maia foi exonerado da diretoria-geral do Senado este ano após ter sido veiculado na imprensa que ele teria uma casa avaliada em R$ 5 milhões em Brasília não declarada no Imposto de Renda. Ele havia sido nomeado diretor 14 anos antes na primeira vez das três vezes que José Sarney presidiu o parlamento.

    'Segredo' no Senado

    Na semana passada, foi divulgado que um levantamento feito por técnicos do Senado, a pedido da Primeira-Secretaria, detectou cerca de 300 decisões que não foram publicadas, muitas delas adotadas há mais de 10 anos. Atos administrativos secretos foram usados para nomear parentes, amigos, criar cargos e aumentar salários.

    Essas medidas entraram em vigor, produzindo gastos desnecessários e suspeitas da existência de funcionários fantasmas. Após o início da investigação interna, os atos começaram a sair como "boletins suplementares", inseridos nos respectivos meses a que se referem, com data da época.

    Leia também:

    Leia mais sobre: José Sarney

      Leia tudo sobre: ato secretosenado

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG