azarão em Ribeirão Preto-SP - Brasil - iG" /

Ex-secretário de Palocci é azarão em Ribeirão Preto-SP

Pela primeira vez em mais de 15 anos, Ribeirão Preto (SP) terá uma eleição municipal polarizada entre dois candidatos de centro-direita e sem a participação efetiva da principal estrela política da cidade: o ex-prefeito, ex-ministro da Fazenda e atual deputado federal Antonio Palocci (PT-SP). O atual prefeito Welson Gasparini (PSDB), com seu candidato a vice Marcelino Romano Machado (PP), deve polarizar a disputa pelo seu quinto mandato com a deputada estadual Dárcy Vera (DEM), aliada a outros 12 partidos.

Agência Estado |

O PT aposta no "azarão" Feres Sabino, ex-secretário de Negócios Jurídicos de Palocci no primeiro mandato do deputado como prefeito (1993-1996).

Sabino, à época, pertencia ao PSDB, numa aliança inusitada que levou o ex-ministro ao governo da cidade paulista. Mas Sabino foi preterido pelo próprio Palocci na indicação para sucedê-lo. O então prefeito escolheu o secretário de Educação Sérgio Roxo da Fonseca na disputa de 1997, que terminou com a derrota do PT e a eleição do tucano Luiz Roberto Jábali, morto em 2004.

Após voltar ao governo, em 2001, e renunciar em dezembro 2003 para coordenar o governo de transição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, posteriormente, assumir o Ministério da Fazenda, Palocci até apoiou a fracassada tentativa de reeleição do seu ex-vice e sucessor, Gilberto Maggioni. O ex-prefeito, no entanto, não passou do primeiro turno da eleição passada.

Sabino acredita que Palocci deva participar de sua campanha, pois, de acordo com o candidato, "as pesquisas mostram que ele foi o melhor prefeito e é uma referência extraordinária". Sobre a polarização entre a Dárcy Vera e Gasparini, o candidato do PT disse que pretende combatê-la com as propostas políticas do partido. "A nossa previsão é de que, com certeza, iremos fazer uma boa figura no processo eleitoral", afirmou Sabino, que elegeu a Saúde como o principal tema de sua campanha. Em visita oficial ao Japão, a assessoria de imprensa de Palocci informou ele que não poderia se manifestar sobre o assunto.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG