DISTRITO FEDERAL - Os bombeiros encontraram na manhã desta terça-feira o corpo do ex-chefe da Representação do governo do Rio Grande do Sul em Brasília, Marcelo Cavalcante, no Lago Paraná. Ele estava desaparecido desde sábado.

Cavalcante foi exonerado de seu cargo no governo do Estado em 7 de junho do ano passado, no auge da crise do Detran.

Cavalcante era acusado pela oposição de não encaminhar à governadora Yeda Crusius (PSDB) uma carta que havia recebido do empresário Lair Ferst, na qual o remetente se dizia alvo de pessoas corruptas.

O representante do Rio Grande do Sul em Brasília explicou, à época, que não levou o caso adiante porque Ferst não apresentou provas. Desde o final do ano passado Cavalcante trabalhava no gabinete do deputado federal Cláudio Diaz (PSDB).

Leia também:

Leia mais sobre: Yeda Crusius

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.