Ex-promotor Igor pode pedir semiaberto em três anos

O ex-promotor Igor Ferreira da Silva, preso ontem após ficar foragido por oito anos, pode pleitear a progressão para o regime semiaberto após cerca de três anos de prisão, que representam um sexto de sua pena. A lei prevê essa possibilidade segundo informou hoje a Procuradora de Justiça de São Paulo, Valderez Deudsdit Abbud, responsável pela acusação no julgamento do ex-promotor.

Agência Estado |

Igor deveria cumprir uma pena de 18 anos, sendo 14 pelo crime de homicídio de sua mulher e outros quatro por porte ilegal de arma. Como a mulher do ex-promotor estava grávida, ele também foi condenado a três anos e três meses de prisão pelo crime de aborto sem o consentimento da gestante.

Nessa última condenação, que foi em 2001, a pena prescreveu em abril deste ano, já que crimes com penas inferiores a quatro anos prescrevem em oito anos.

AE
Igor Ferreira é visto em delegacia, após ser preso

Igor Ferreira é visto em delegacia, após ser preso nesta segunda-feira

Leia mais sobre: Igor Ferreira da Silva

    Leia tudo sobre: promotor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG