Expresso Tiradentes em SP terá trecho de metrô leve

O corredor de ônibus Expresso Tiradentes, na capital paulista, terá um trecho de 22,3 quilômetros de metrô leve, anunciaram hoje o prefeito Gilberto Kassab (DEM) e o governador do Estado de São Paulo, José Serra (PSDB). O VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) é um trem com vagões menores que tem pneus mas anda sobre trilhos e substituirá o corredor de ônibus projetado para ir de Vila Prudente até Cidade Tiradentes, na zona leste.

Agência Estado |

Com a alteração, o custo do projeto passa de R$ 600 milhões para R$ 2,3 bilhões, sendo R$ 1 bilhão da Prefeitura e R$ 1,3 bilhão do governo do Estado.

O repasse da Prefeitura corresponde ao R$ 1 bilhão prometido por Kassab para o Metrô durante sua campanha de reeleição ano passado. No primeiro mandado, Kassab já havia destinado outro R$ 1 bilhão à companhia estadual. Os R$ 600 milhões da Prefeitura que iriam para a construção do corredor irão para outras obras viárias na cidade, informou o secretário municipal dos Transportes, Alexandre de Moraes.

Segundo o governador José Serra, a expectativa é concluir o trecho de Vila Prudente até São Mateus até 2010 e, de São Mateus a Cidade Tiradentes, até 2012. Kassab disse que o convênio entre a administração municipal e estadual será assinado no início de maio, "com uma grande festa" em Cidade Tiradentes. "Vamos mostrar para a zona leste que eles continuam sendo nossa prioridade", disse o prefeito.

O sistema terá 59 trens, 22 estações e capacidade para transportar 450 mil passageiros por dia. A estimativa da Prefeitura é de que o tempo de viagem entre Vila Prudente e Cidade Tiradentes caia de 1 hora e 50 minutos para 40 minutos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG