SÃO PAULO (Reuters) - As exportações do agronegócio do Brasil totalizaram recorde de 71,9 bilhões de dólares em 2008, alta de 23 por cento em relação ao ano anterior, informou o Ministério da Agricultura nesta sexta-feira. De acordo com o ministério, o superávit da balança comercial do setor também registrou recorde, de 60 bilhões de dólares, e a participação do agronegócio nas exportações totais brasileiras foi de 36,3 por cento.

"O bom desempenho das exportações em 2008 foi resultado do aumento da receita com a venda dos principais produtos da balança comercial do agronegócio", disse o ministério em comunicado.

O complexo soja (óleo, farelo e grão) registrou crescimento de 58 por cento; o setor de carnes teve alta de 29 por cento; e o de café subiu 22 por cento. Já o setor sucroalcooleiro avançou 18 por cento.

O complexo soja continua na liderança das vendas, com 18 bilhões de dólares, e em segundo lugar permaneceram as carnes, com 14,5 bilhões.

O Ministério da Agricultura destacou o incremento de 80 por cento no valor das exportações de produtos lácteos, que saltou de 299 milhões de dólares em 2007 para 541 milhões no ano passado, beneficiadas pelo aumento dos preços no mercado internacional.

CHINA

A China saiu da terceira posição e passou a ocupar a primeira no ranking dos mercados compradores de produtos do agronegócio brasileiro devido ao forte crescimento das exportações a esse país (70 por cento), absorvendo 11 por cento dos embarques. Em segundo lugar estão os Países Baixos (9 por cento), seguidos dos Estados Unidos (8,7 por cento).

Segundo o ministério, as vendas externas apresentaram índices positivos de crescimento para todos os blocos econômicos de destino das exportações, com exceção do Nafta (Acordo de Livre Comércio da América do Norte).

Para a União Européia as exportações aumentaram 13,8 por cento; para o Mercosul, 21 por cento; Oriente Médio, 8,5 por cento; Europa Oriental, 28 por cento; e África, 27 por cento.

IMPORTAÇÕES

Em 2008 o Brasil importou em produtos do agronegócio 35,6 por cento a mais do que em 2007, ultrapassando pela primeira vez os 10 bilhões de dólares ao totalizar 11,8 bilhões.

O produto com maior valor importado foi o trigo, com 1,9 bilhão de dólares, valor 34,6 por cento acima de 2007. Essa alta deve-se ao preço elevado do trigo no mercado já que a quantidade importada foi 9 por cento menor.

(Por Camila Moreira)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.