Exportação do agronegócio sobe 23,7% em 12 meses, para US$71 bi

SÃO PAULO (Reuters) - As exportações do agronegócio brasileiro atingiram o recorde de 71,67 bilhões de dólares nos últimos 12 meses, 23,7 por cento a mais do que o valor exportado entre dezembro de 2006 e novembro de 2007, informou o Ministério da Agricultura nesta terça-feira. Já as importações atingiram 11,79 bilhões de dólares, alta de 38,3 por cento ante o mesmo período anterior, resultando em superávit comercial acumulado de novembro de 2007 a novembro de 2008 de 59,88 bilhões de dólares.

Reuters |

O complexo soja (óleo, farelo e grãos) liderou as exportações, com 17,86 bilhões de dólares, alta de 58,3 por cento em relação a igual período anterior.

Em novembro as exportações totalizaram 5,1 bilhões de dólares, crescimento de 3,3 por cento em relação ao mesmo mês do ano passado. Já as importações subiram 15,3 por cento, atingindo 933 milhões de dólares.

Neste ano, entre janeiro e novembro, as exportações do agronegócio somaram 67,03 bilhões de dólares, 24,6 por cento a mais que o mesmo período de 2007. As importações aumentaram 39 por cento, para 10,9 bilhões de dólares e com isso o saldo comercial saiu de 45,92 bilhões entre janeiro e novembro de 2007 para 56,10 bilhões no acumulado de 2008.

Os cinco principais setores responsáveis pelo avanço das exportações no período foram o complexo soja (59,9 por cento), carnes (33,5 por cento), produtos florestais (8,4 por cento), complexo sucroalcooleiro (16,3 por cento) e café (21,9 por cento).

Em relação às importações, o setor com maior participação no valor foi o de cereais, farinhas e preparações, com 42,8 por cento, sendo que as aquisições de trigo cresceram 40,9 por cento -- de 1,26 bilhão para 1,78 bilhão de dólares, com redução da quantidade importada em 9,3 por cento a preços 55,4 por cento superiores. As importações de trigo totalizaram 5,6 milhões de toneladas no período de janeiro a novembro deste ano.

DESTINOS

As vendas para a China, principal destino das exportações do agronegócio no acumulado de 2008, subiram 72,8 por cento. Esse mercado respondeu por 11,6 por cento das exportações do setor, superando os Países Baixos (9,2 por cento) e os Estados Unidos (8,7 por cento).

Tiveram ainda aumento significativo as exportações para a Venezuela (113 por cento), Tailândia (78,5 por cento), Arábia Saudita (50,3 por cento), Japão (41,6 por cento) e Rússia (31,2 por cento).

(Por Camila Moreira)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG