Ex-polegar é preso por tentativa de seqüestro em SP

SÃO PAULO - O ex-integrante do grupo Polegar Rafael Ilha Alves Pereira, de 35 anos, foi preso em flagrante na noite de terça-feira por tentativa de seqüestro na região central de São Paulo.

Agência Estado |

AE
Rafael Ilha em delegacia de São Paulo
Rafael Ilha em delegacia na região central de São Paulo na terça-feira

O acusado teria tentado levar, à força, a dona de casa Karina de Souza Costa, de 28 anos, para a clínica de reabilitação de dependentes químicos em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

Neusa Camargo Antunes, de 43 anos, e Cristiano da Silva Andrade, 25, funcionários da clínica e que estavam junto com o cantor, também foram detidos.

Em depoimento ao delegado Diogo Dias Zamut Júnior, no 5º Distrito Policial da Aclimação, Ilha disse que o ex-marido de Karina, Pedro José de Santana Vaz, de 36 anos, que está em Macapá (AP), havia solicitado a internação dela para um tratamento de desintoxicação.

O ex-Polegar acrescentou que Vaz teria ligado para a ex-mulher e pedido que ela fosse até o prédio onde ele mora, na Bela Vista, para pegar o dinheiro das mensalidades escolares dos dois filhos do casal. O trio, que estava em um Toyota Hilux, ficou à espera da dona de casa. Ao chegar ao local, Karina foi atacada por Ilha e funcionários da clínica, que tentaram sedá-la com auxílio de uma seringa e algodão embebido em éter.

Ao ouvirem gritos de socorro, testemunhas acionaram a polícia. Os acusados foram autuados em flagrante por tentativa de seqüestro e formação de quadrilha. Pedro José de Santana Vaz passa a ser considerado procurado pela Polícia.

Em vídeo, jovem nega ser usuária de drogas

Leia mais sobre: seqüestro

    Leia tudo sobre: seqüestradorseqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG