Ex-PM é preso acusado de matar ex-mulher em São Paulo

O autônomo e ex-policial militar Carlos Augusto Fernandes, 39 anos, foi preso na madrugada desta terça-feira em Cosmópolis, após matar a ex-mulher com ao menos quatro tiros. De acordo com informações da Polícia Civil de Cosmópolis, o homem não aceitava o fim do casamento com a vítima, a funcionária pública Raquel Fernandes, 42 anos.

Agência Estado |

Na segunda-feira, eles se encontrariam em uma audiência no fórum da cidade. Fernandes e Raquel ficaram, segundo a polícia, cinco anos casados e estavam separados havia ao menos quatro meses. Ele já havia sido denunciado pela ex-mulher por ameaça.

Por volta de 15h30 de segunda-feira, antes da audiência, os dois se encontraram no centro da cidade. Após uma discussão, Fernandes atirou contra Raquel, que foi socorrida a um hospital da cidade, mas não resistiu e morreu. O suspeito caminhou três quarteirões até a delegacia com a arma apontada para o pescoço e ameaçava se matar.

Após uma negociação que durou até 0h30 de hoje, policiais militares e civis conseguiram que Fernandes entregasse a arma. Policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da PM de São Paulo foram chamados para ajudar a negociar a rendição. O autônomo foi preso em flagrante por homicídio doloso e aguardava transferência nesta terça-feira, na delegacia de Cosmópolis.

A Polícia Civil tem 30 dias para concluir o inquérito e deverá ouvir testemunhas e parentes do suspeito e da vítima. Segundo informou a Polícia Civil, Fernandes foi policial militar durante seis meses há aproximadamente 20 anos e também chefiou a Guarda Municipal de Cosmópolis na década de 1990.

    Leia tudo sobre: crime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG