Explosão em mercado fere 7 em São Paulo

Um mercado, localizado na zona sul de São Paulo, explodiu ontem deixando sete pessoas feridas, duas em estado grave, com queimaduras de 2º grau. As vítimas foram encaminhadas para três hospitais, três já tiveram alta.

Agência Estado |

A explosão foi tão forte que destruiu completamente o mercado e a casa que ficava atrás da entrada dos fundos do mercado.

O Instituto de Criminalística da Polícia Civil vai apresentar um laudo sobre o acidente em um mês, mas a hipótese mais provável é de que a explosão tenha sido causada por um vazamento de um botijão de gás. Uma das principais testemunhas ouvidas pelos investigadores tinha acabado de chegar em casa, quando houve a explosão. Ela tinha levado o filho para o ponto de ônibus. Tanto no caminho de ida quanto na volta sentiu “um forte cheiro de gás.”

Uma das pessoas feridas na explosão foi o proprietário do mercado, Antônio José da Silva, de 43 anos. Segundo ele, o estabelecimento explodiu ao chegar e acender a luz. Ele teve queimaduras no braço e escoriações no rosto. “Estou vivo não sei como.” Dono do mercado há cinco anos, foi salvo por uma escada que segurou dois grandes blocos de concreto que caíram um sobre o outro, fazendo um triângulo. Silva ficou embaixo.

Impunidade

Ontem, integrantes do Movimento 11 de Dezembro, que reúne parentes de 44 vítimas da explosão de uma fábrica de fogos de artifício clandestina, realizaram protesto em Salvador. Na manhã de 11 de dezembro de 1998, 69 pessoas trabalhavam na fábrica no município de Santo Antônio de Jesus, a 201 quilômetros de Salvador, quando uma explosão matou 64. Entre as vítimas que manuseavam pólvora estavam 23 menores. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG