Explosão de caldeira mata funcionário de laboratório farmacêutico em Goiás

A explosão de uma caldeira na madrugada desta sexta-feira matou um funcionário do laboratório farmacêutico Teuto Brasileiro S/A. Milton Vieira Soares, de 56 anos, morreu após acionar a caldeira, usada para produzir vapor.

iG São Paulo |


Segundo informações da empresa, o incidente ocorreu após a tampa da caldeira ter se deslocado. O Corpo de Bombeiros de Anápolis chegou a ser chamado, por volta das 5h, mas Soares não resistiu aos ferimentos.

Por meio de nota, a empresa Teuto afirmou que a caldeira está com as manutenções em dia. Informou ainda que, no momento do acidente, o funcionário portava os equipamentos de segurança necessários e que havia passado por treinamentos necessários para operar o equipamento. Milton Soares trabalhava na empresa há 8 anos.

Leia abaixo o comunicado oficial da Teuto Brasileiro S/A:

O Laboratório Teuto Brasileiro S/A informa que o incidente ocorrido na manhã do dia 8 de janeiro de 2010 deu-se pelo deslocamento da tampa da caldeira reserva do setor de utilidades da empresa. A caldeira está com todas as manutenções normais e preventivas em dia, de acordo com as normas, feita por empresa qualificada.

A empresa lamenta a fatalidade com o colaborador que no momento do incidente portava todos os equipamentos de segurança para o desempenho de sua função e havia passado por todos os treinamentos necessários para operar o equipamento. O colaborador trabalhava no Laboratório Teuto Brasileiro S/A há 8 anos e sempre foi um profissional responsável. A empresa está acompanhando a família e prestando toda a assistência necessária.

A empresa já iniciou a investigação para elucidação do incidente.

Direção do Laboratório Teuto Brasileiro S/A
Anápolis, 8 de janeiro de 2010

    Leia tudo sobre: empregosempresagoiásmorte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG