Ex-mulher de Michael receberá US$ 4 mi para abrir mão de filhos

Nova York, 14 jul (EFE).- Deborah Rowe, ex-mulher de Michael Jackson, receberá US$ 4 milhões para não reivindicar a guarda dos filhos, segundo um acordo a que chegou com a família do artista, informa hoje o New York Post.

EFE |

Katherine, mãe de Michael, acordou pagar a milionária quantia a Rowe, que deu à luz Prince Michael, de 12 anos, e Paris Michael Katherine, de 11 anos, com o compromisso de que a ex-mulher de seu filho não tente conseguir a guarda das crianças.

"É uma espécie de resgate. Rowe apareceu de novo porque queria dinheiro. É o último pagamento que recebe", assegurou uma fonte próxima aos Jackson que o diário não revelou o nome e que descreveu o descontentamento da família com a situação.

Um juiz de Los Angeles adiou a audiência sobre a custódia das crianças que devia acontecer ontem a pedido da mãe do "rei do pop" e de sua ex-mulher. A nova data foi fixada para 20 de julho próximo, com o que aumentou a possibilidade de que as partes cheguem a um acordo.

Após dar à luz Prince e Paris, Rowe chegou a um acordo com Michael Jackson pelo que o cantor criaria as crianças e ela, em troca, receberia US$ 8 milhões e mais US$ 900 mil anuais durante os cinco primeiros anos de vida dos filhos, segundo conta o "New York Post".

No entanto, a antiga enfermeira foi mais tarde à Justiça, quando veio à tona o escândalo dos supostos abusos a menores cometidos pelo "rei do pop", para reivindicar a custódia de Prince e Paris. Uma corte de apelações sentenciou contra ela em 2006.

Então, ela voltou a assinar um acordo extrajudicial com Michael Jackson, que pagou outros US$ 4 milhões a ex-mulher e lhe comprou uma casa avaliada em US$ 900 mil, segundo o diário.

"Dessa vez é definitivo. O acordo tira dela qualquer direito sobre a custódia em qualquer momento", explicou a fonte consultada pelo jornal nova-iorquino, que ressaltou que,"mesmo que ocorra alguma coisa com Kateherine, Rowe não terá as crinaças.

Michael Jackson, morto em 25 de junho em Los Angeles, expressou em seu último testamento, que data de 2002, o desejo de que sua mãe criasse seus três filhos. A cantora Diana Ross foi apontada pelo cantor como a segunda opção.

O testamento de Michael Jackson deixava Rowe fora de qualquer herança.

Michael Jackson era pai também de outra criança, Prince Michael II, de 7 anos, que foi gerado por uma mãe de aluguel de identidade desconhecida. EFE dvg/rr

    Leia tudo sobre: michael jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG