Ex-ministro do TSE vai defender Yeda de acusações

O advogado Eduardo Alckmin passa a responder a partir de hoje pela defesa da governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius, das acusações de uso de caixa 2, na campanha eleitoral de 2006. Alckmin é advogado do PSDB e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Agência Estado |

No encontro de duas horas, na manhã de hoje, com Alckmin e o advogado Eduardo Ferrão, Yeda Crusius entregou toda documentação da campanha. Sobre as acusações, a governadora disse que é "tudo mentira", "tudo calúnia".

Ela deve se encontrar ainda hoje com o presidente do seu partido (PSDB), Sérgio Guerra, com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), e com o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM). Yeda negou que vá pedir a Arruda agilidade na conclusão do inquérito sobre a morte do seu ex-assessor, Marcelo Cavalcante, que de acordo com as primeiras investigações teria cometido suicídio. Ela visitou em seguida o Ministério de Integração Nacional, onde pediu recursos para resolver problemas no Rio Grande do Sul, provocados pela seca.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG