Ex-interno é suspeito de matar membro da Fundação Casa

A Polícia Civil informou nesta quinta-feira que identificou o suspeito de ter matado o funcionário da Fundação Casa, Sidney Gonçalves, de 39 anos, na terça-feira, em São Paulo. O atirador seria um ex-interno da fundação e menor de idade.

Agência Estado |

O rapaz que estava na garupa da moto junto com o assassino também foi identificado e é menor. As causas do crime ainda estão sendo investigadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Gonçalves foi morto por volta das 17h15 na porta da casa da enteada, no Parque dos Bancários, região do Sapopemba, na zona leste da cidade. A suposta moto utilizada pelo assassino foi deixada no local. Uma criança de 3 anos que estava na rua foi atingida por um dos tiros e levada para o Hospital São Paulo, na Vila Clementino, na zona sul da capital.

Gonçalves trabalhava na Fundação Casa há 8 anos. A esposa dele, Cristiane Mendonça, afirmou que o marido tinha receio de ser reconhecido na rua.

Leia mais sobre: Fundação Casa

    Leia tudo sobre: fundação casa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG