Ex-governador nega envolvimento com fraude em AL

O ex-governador de Alagoas Ronaldo Lessa, presidente do diretório estadual do PDT, negou hoje qualquer envolvimento com a fraude na folha de pagamento dos servidores públicos estaduais, constatada durante o atual governo, pela Controladoria Geral do Estado. Segundo Lessa, suas contas foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e nenhuma irregularidade foi constatada, com relação à folha de pessoal.

Agência Estado |

"Além disso, se foi registrada alguma falha, que seja apurada e que os responsáveis sejam punidos de acordo com a lei", afirmou Lessa. Segundo ele, o governo Teotonio Vilela Filho (PSDB) está usando esse tipo de denúncia "para tentar encobrir sua falta de aptidão para o trabalho e sua incompetência administrativa".

A Polícia Federal (PF) vai investigar o rombo de R$ 22 milhões na folha de pagamento do governo alagoano durante a gestão de Lessa. A decisão foi tomada hoje durante reunião entre o secretário estadual da Gestão Pública, Adriano Soares, o superintendente da PF em Alagoas, José Pinto de Luna, e o secretário estadual de Defesa Social, delegado Paulo Rubim. Relatório da controladoria aponta dezenas de casos de funcionários fantasmas - pessoas que já haviam morrido e que recebiam salários.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG