Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Exército investigará incidente envolvendo brasileiros no Haiti

SÃO PAULO - O Exército informou nesta sexta-feira que vai investigar o que classificou como um pequeno incidente envolvendo militares brasileiros e policiais haitianos.

Reuters |

 

Segundo relato feito à Reuters no Haiti pelo prefeito da favela de Cité Soleil, Wilson Louis, confirmado por testemunhas, cerca de 10 membros brasileiros da força de paz da Organização das Nações Unidas (ONU), que atua no Haiti, teriam espancando dois policiais que estavam à paisana e foram identificados como Osnald Denis e Donson Bien-Aime na quarta-feira.

'Quando componentes do pelotão aquartelados no Ponto Forte 16 procuravam identificar pessoas que se aglomeravam em frente à citada instalação, com o intuito de preservar a segurança do local, houve um pequeno incidente entre policiais da Polícia Nacional do Haiti e militares brasileiros', informou o Exército em comunicado.

'Com a finalidade de esclarecer o fato, foram instaurados processos administrativos de investigação pelo Batalhão Brasileiro (BRABATT) e pela Minustah (nome da força de paz da ONU no Haiti).'

Segundo Louis, os policiais estavam recebendo tratamento médico em um hospital local. Uma porta-voz da ONU no Haiti também afirmou que o incidente será alvo de investigação.

A força de paz da ONU conta atualmente com 6.800 militares e quase 2.000 policiais. O Brasil é responsável pelo comando militar da missão. A Minustah chegou ao Haiti, país mais pobre das Américas, após a deposição do ex-presidente Jean-Bertrand Aristide numa sangrenta revolta armada em fevereiro de 2004.

Leia tudo sobre: haiti

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG