Exército inicia ocupação de favelas do Rio na quinta

A pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as tropas do Exército ocuparão as favelas do Rio de Janeiro na quinta-feira. Hoje, o Exército encaminhou ao presidente do tribunal, Carlos Ayres Britto, um esboço do manual de comportamento a ser adotado pelos militares nos morros.

Agência Estado |

Caso o TSE aceite as regras de engajamento sugeridas, os soldados poderão revidar as ameaças que receberem, na mesma proporção, ou seja, se receberem um tiro, poderão responder com um tiro.

Mas, para evitar confronto ou tiroteios, o Exército anunciará, diariamente, onde irá atuar. As regras de engajamento propostas foram com base no trabalho já desenvolvido pelas Forças Armadas, por exemplo, no Haiti. Com isso, os militares poderão ainda fazer revista em carros e prender suspeitos, inclusive usando algemas.

As regras buscam dar mais segurança aos soldados que estiverem envolvidos na operação. Assim, quem for preso pelos homens das Forças Armadas será imediatamente entregue para a polícia do Estado. O TSE pediu apoio do Ministério da Defesa para que os militares tentem evitar a coação aos eleitores, que estaria acontecendo em várias favelas da cidade. O pedido foi para que a atuação seja feita em 23 favelas do Rio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG