Exército fere homem com bala de borracha no Rio

RIO DE JANEIRO - Um homem ainda não identificado foi ferido com um tiro de bala de borracha disparado por soldados do Exército, na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio.

Redação com Agência Estado |

  • Quase 5 mil soldados garantem eleições tranquilas em comunidades do Rio
  • Eduardo Paes vota no Rio de Janeiro de olho no 2º turno
  • Crivella acredita que irá para 2º turno com Paes
  • Gabeira diz haver 'chance real' de estar no 2º turno
  • Jandira Feghali vota no Rio e diz estar confiante
  • Cesar Maia passa por saia-justa durante votação
  • Vereador é preso no Rio fazendo boca-de-urna
  • Candidato é substituído no Rio de Janeiro
  • De acordo com a Comunicação Social do Comando Militar do Leste (CML), soldados pediram que dois homens que faziam boca-de-urna se retirassem.

    Eles obedeceram à ordem, mas voltaram, desacataram os soldados e foram presos. Um terceiro homem, inconformado com a prisão, teria agredido os militares, que reagiram atirando com uma arma com bala de borracha.

    Os soldados socorreram o agressor que foi levado ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, e passa bem. Segundo o CML, ele está preso por desacato e agressão contra os soldados. O Exército afirmou que a situação na Cidade de Deus "está normalizada".

    Além dessa ocorrência, duas pessoas foram presas no bairro de Campo Grande, zona oeste do Rio, pela manhã. Uma cometia o crime de boca de urna próxima a um local de votação, a outra, circulava com um carro de som. Ambas foram encaminhadas para a 35ª DP (Campo Grande).

    tropa

    Militares de guarda na Rocinha: não houve incidentes nesta comunidade / Reuters 

    Operação Guanabara

    Tropas do Exército estão dando apoio em 27 postos de votação em comunidades do Rio de Janeiro neste domingo de eleições (as mesmas favelas ocupadas durante a primeira fase da Operação Guanabara).

    Cerca de 4000 homens do exército e 800 da marinha garantem a segurança dos eleitores e evitam que haja tumultos e incidentes nessas comunidades.

    Além do Rio, 800 soldados do exército encontram-se presentes também em 168 locais de votação na cidade de Campos dos Goytacazes, na região Norte-Fluminense do estado.

    Leia mais sobre: Eleições 2008

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG