BRASÍLIA - A Executiva Nacional do DEM está reunida para decidir sobre a expulsão do deputado Edmar Moreira (MG) do partido. O desligamento do parlamentar seria formalizado na última terça-feira, no entanto, o partido decidiu aguardar resposta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a consulta feita por Moreira em relação à sua desfiliação por justa causa.

Na quarta-feira, o partido protocolou consulta no TSE sobre a possibilidade de justa causa para a desfiliação partidária. Edmar Moreira alega que tem sido perseguido dentro do partido. O DEM quer expulsar o deputado, que é acusado de propriação indevida de contribuições previdenciárias de funcionários, de não ter declarado à Receita Federal e à Justiça Eleitoral a propriedade de um castelo em Minas Gerais e de uso irregular de verba indenizatória.

O presidente do partido, deputado Rodrigo Maia (RJ), afirmou na última terça-feira que a decisão de expulsar o parlamentar mineiro já estava tomada.

Leia mais sobre: Edmar Moreira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.