Executiva do PT discute sucessão em SP na segunda

Duas semanas após a nomeação de Geraldo Alckmin (PSDB) para compor o secretariado do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), o PT começa a se preparar para discutir a sucessão no Estado. Nesta segunda-feira, a Executiva estadual do PT paulista vai se reunir, na sede do partido na capital paulista, para debater, além da sucessão estadual em 2010, a reorganização do partido.

Agência Estado |

"A ideia é que a gente aprove a proposta de planejamento para o PT em 2009", afirmou o presidente estadual da legenda, Edinho Silva.

O PT nega que a nomeação de Alckmin tenha antecipado o calendário de organização do partido neste ano. Mas reconhece que o PSDB será um adversário difícil no Estado e que o PT terá de se preparar para enfrentá-lo em 2010, pois os tucanos governam São Paulo há 16 anos consecutivos. Edinho destacou que o partido quer repensar o modelo de organização do PT no Estado e prepará-lo para uma interação maior com a sociedade. Além disso, ele frisou que é fundamental a sigla estar reestruturada para enfrentar as eleições de 2010.

Na reunião da Executiva, o presidente estadual do partido irá apresentar a proposta de montar fóruns permanentes de prefeitos e vice-prefeitos, assim como de ex-prefeitos, para discutir questões administrativas e modelos de políticas públicas para o Estado. Na reunião da Executiva também deverão ser marcados encontros no interior e nas regiões metropolitanas, principalmente São Paulo, para avaliar a forma de organização do partido.

O PT também quer discutir propostas de atividades tanto internas quanto externas, voltadas à sociedade. De acordo com o presidente estadual do partido, o PT pensa em promover um ciclo de seminários com a participação da sociedade civil para debater propostas para todas as regiões do Estado, de forma a elaborar "diagnósticos regionais" para lidar com questões como o desemprego e os efeitos da crise financeira e o modelo de desenvolvimento no Estado.

PED

O partido vai iniciar, ainda, as discussões sobre o Processo de Eleição Direta (PED), que será realizado no dia 22 de novembro deste ano, quando serão escolhidas as novas lideranças nacionais do PT, que terão papel protagonista na organização das eleições de 2010. "Nós vamos colocar o PED na agenda do partido e preparar o processo de organização", explicou Edinho.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG